Estruturas em balanço e atirantadas marcam obra da nova sede do Centro Paula Souza | Téchne

Obras

Em São Paulo

Estruturas em balanço e atirantadas marcam obra da nova sede do Centro Paula Souza

Novo conjunto na região da Luz, no centro da capital, abriga edifício administrativo e uma escola técnica estadual

Eride Moura
Edição 200 - Novembro/2013

Estrutura
Todos os volumes foram projetados em concreto, com exceção do mezanino metálico do edifício administrativo. Também foram projetadas em aço a estrutura da cobertura e a passarela que une os dois blocos. A versão original do projeto estrutural previa lajes planas maciças protendidas em todos os blocos, criando uma sensação de lâminas flutuantes, mas a solução foi modificada devido ao alto custo. Os arquitetos reviram a solução, substituindo-a por lajes em grelha para reduzir o peso próprio da estrutura e eliminar o uso de protensão. Nessa fase do trabalho, o projetista estrutural Roberto Kesper, que havia sido contratado pela construtora Engeform para verificação do cálculo estrutural da solução original, assumiu a revisão da nova solução estrutural. De acordo com Kesper, nos pavimentos do prédio da sede administrativa, o mais complexo do conjunto, as lajes maciças com 35 cm de altura foram substituídas por lajes tipo colmeia, com 40 cm de altura. Nas fachadas sul e norte do edifício-sede, explica Kesper, foram adotados tirantes presos em consolos com balanços de 4 m, executados na cobertura. Tanto os tirantes quanto os consolos foram protendidos". Ainda de acordo com engenheiro, o esquema estrutural dos dois pórticos longitudinais desse edifício foi constituído por nove barras verticais, representadas pelos pilares e tirantes, e seis barras horizontais, representadas pela viga da cobertura e as lajes do primeiro ao quinto pavimento. Os consolos têm a altura do pé-direito do quinto pavimento e são responsáveis pela transferência da carga dos tirantes para o primeiro pilar do pórtico, gerando um binário que traciona a viga da cobertura e comprime a laje do quinto pavimento. "Nos blocos da Etec e no da biblioteca e da lanchonete, foram usadas lajes de 45 cm de altura; e no prédio do anfiteatro e da quadra poliesportiva, foram executadas lajes de 50 cm de altura, com faixas protendidas e vão de aproximadamente 18 m. Já na parte de escadas e elevadores a estrutura usada foi a convencional", conclui Roberto Kesper.

Divulgação: Pedro Taddei
Para o observador no entorno, apenas nuances dos objetos internos são visíveis; internamente, a tela é pouco presente, permitindo um panorama do entorno nos ambientes de trabalho
 
Divulgação: Pedro Taddei
As sobrecoberturas a 30 m de altura envolvem os blocos administrativo e de salas de aula e cumprem a função de amenizar a incidência dos raios solares sobre os ambientes internos. Segundo Pedro Taddei, o uso de telhas zipadas perfuradas nestes elementos produz mais uma camada de filtragem da luminosidade.


Leia também o artigo técnico do arquiteto Pedro Taddei sobre a envoltória dos edifícios do Centro Paula Souza.



FICHA TÉCNICA

Coordenador de infraestrutura: Rubens Goldman; departamento de obras: Hamilton Pacifico; divisão de projetos: Bruna Fernanda Ferreira e Sonia Goto; divisão de equipamentos: Elisabete Milani e Simone Rabelo; divisão de fiscalização: Daniela Napolitano; projeto: Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (Fupam); gestão: Cláudia Albuquerque; projeto de arquitetura: Pedro Taddei Neto e Francisco Spadoni; Equipe: Tiago Andrade (coordenação executiva); Bruno Fernandes (coordenação adjunta); André Rua, Carolina Mina Fukumoto, Cristiane Kimie Maeda, Fabiana Benine, Fernando Shigueo Fujivara, George Ferreira, Jaime Vega, Marcos Sartori, Marina Crespo, Mayra Simone dos Santos, Natalia Turri Lorenzo, Paulo Catto, Sabrina Chibani, Wellington Teles; projeto de fundações: Apoio Assessoria e Projeto de Fundações; projeto de estruturas: Estrucalc Engenheiros Associados; projeto de instalações elétricas e hidráulicas: PHE Engenharia de Projetos Hidráulicos e Elétricos; projeto de drenagem: MBM Serviços de Engenharia; projeto de impermeabilização: Proassp Assessoria e Projeto; projeto de ar-condicionado: Prorac Tecnologia Térmica; Acústica: João Gualberto Baring; projeto de luminotécnica: Franco & Fortes Lighting Design; paisagismo: Luciano Fiaschi Arquitetura Paisagística; arqueologia: Zanettini Arqueologia; acessibilidade: Maria Elisabete Lopes; orçamento: VDM Engenharia; levantamento planialtimétrico e as-built: RCC Agrimensura Técnica; sondagem: EMES Engenharia e Mecânica dos Solos; laudo estrutural: Edifast Engenharia; laudo ambiental: GEC Engenharia; maquete eletrônica: Ricardo Canton; maquete física: Fred e Carol Maquetes

FORNECEDORES

Construção: Engeform Engenharia; brises em alumínio: Hunter Douglas; brise em tela de aço inox: Hunter Douglas/GKD; cobertura metálica: Bemo do Brasil; concreto: Holcim; divisórias sanitárias: ArtGran; esquadrias de madeira: JLK Marcenaria; estrutura metálica: Forte Metal/ Useaço; ferragens: Papaiz; forro metálico: Sul Metais; forro em fibra mineral: Vetor; louças sanitárias: Icasa; metais sanitários: Fabrimar; piso elevado: Werden; pisos e revestimentos cerâmicos: Eliane/ Gyotoku; piso vinílico: Fademac; revestimentos em painel TS: Milênio


PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3
Destaques da Loja Pini
Aplicativos